FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA MODALIDADE EaD: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

Silvana Aparecida Guietti, Maria Luisa Furlan Costa

Resumo


Este artigo apresenta parte das reflexões desenvolvidas no decorrer de uma pesquisa de mestrado que buscou analisar a situação profissional dos egressos do Curso Normal Superior (CNS), na modalidade a distância, oferecido pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), turma 2006, Polo Regional de Cianorte, PR, com vistas a responder ao seguinte questionamento: a qualificação profissional em nível superior proporciona maiores possibilidades de inserção no mercado de trabalho na área da educação, bem como a ascensão profissional? O estudo foi desenvolvido com quarenta e dois egressos do CNS-UEM na perspectiva Estudo de Caso (YIN, 2005). Do resultado das análises verifica-se: que a maioria dos pesquisados já trabalhavam com educação quando iniciaram o CNS, totalizando 52,85%. No entanto, desse grupo havia um percentual de 30,91% que não possuíam vínculo empregatício. Após a conclusão do referido curso, o índice foi para 97,62% (41 pessoas) dos egressos atuando com educação, e destes 73,17% relataram (30 pessoas) ser concursados. O estudo encontrou dados que apontam para algumas melhorias na vida profissional e pessoal dos pesquisados.

Palavras-chave


Educação a Distância; Formação de Professores; Curso Normal Superior; Universidade Estadual de Maringá.

Texto completo:

PDF


ISSN - 1982-6109 - Qualis:B1