SALMAN KHAN E A ESTÉTICA DA SENSIBILIDADE – CONVERGÊNCIAS PARA PENSAR O ENSINO (À DISTÂNCIA)

Carlos Cariacás

Resumo


O presente artigo abordará as convergências existentes entre o pensamento de Salman Khan e os Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio acerca dos procedimentos de ensino. Atentando para a dinâmica do afeto como uma das marcas da estética da sensibilidade o artigo rastreia a presença da referida dinâmica na vida do autor e observa ser esta o fundamento de seu pensar a educação. Na sequencia o artigo se concentra em mostrar as convergências entre o pensamento do autor e os referido Parâmetros Curriculares. Khan ao pensar o ensino a distância oferece muitas dicas para o ensino presencial dando a entender de que um não se constrói sem o outro. A pesquisa observa que o afeto é algo que cruza ambas as produções. A análise dos textos se dá pelos caminhos da retórica de Perelman.

Palavras-chave


Khan; Estética da sensibilidade; Ensino à distância

Texto completo:

PDF


ISSN - 1982-6109 - Qualis:B1