Revista Higei@ - Revista Científica de Saúde, Vol. 1, No 2 (2017)

USO DE ANIMAIS EM PESQUISAS PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS RELACIONADAS AO ESTILO DE VIDA DA POPULAÇÃO

Flávia Morag Ellif, Eliane Marta Quiñones, Kátia Vieira Gomes Robinson, Yara Dadalti Fragoso

Resumo


Preocupações quanto ao bem-estar animal podem levar a posições extremas e discussões importantes. Enquanto alguns indivíduos aprovam todos os tipos de experimentação animal, outros são radicalmente contra a mesma. Ao mesmo tempo, algumas pessoas focam no benefício para humanos e tomam uma posição moderada, aceitando apenas pesquisas com animais que poder levar à cura ou controle de doenças que afetam humanos. No entanto, muitas doenças que afetam humanos são resultados diretos de um estilo de vida inapropriado. O presente estudo analisou as respostas de um questionário repassado para 8.097 indivíduos de nível educacional universitário. Destes, 2.244 indivíduos (27,7%) afirmaram não aceitar qualquer tipo de pesquisas envolvendo animais, enquanto 665 participantes (8,2%) afirmaram que todos os estudos feitos com animais são válidos. O restante dos participantes, 5.188 indivíduos (67,1%), acreditam que apenas alguns estudos (principalmente os relacionados à antibióticos e vacinas) devem incluir animais. Conclui-se que a maioria dos participantes deste estudo demonstraram uma atitude tipicamente moderada em relação a utilizações de animais em pesquisas.
Palavras-chave: pesquisa, animais, vacinas, antibióticos, cosméticos.

Texto Completo: PDF