Aten@- Revista Digital de Gestão & Negócios -, Vol. 1, No 2 (2018)

O “I” DA QUESTÃO: ESTIMANDO O CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO DE EMPRESAS DE CAPITAL FECHADO

Marcelo Colonno, Rafael Vasconcelos

Resumo


Resumo
Enquanto alguns estudiosos afirmam que a metodologia para cálculo do custo de capital para empresas de capital fechado é a mesma das empresas de capital aberto, outros alegam que estas estão em lados opostos do mercado e que filosoficamente se opõe. Essas reinvindicações estão baseadas em vários fatores que pertencem à realidade das finanças corporativas, os quais serão abordados a seguir, porém tem capacidade de influenciar o futuro das grandes e médias companhias incluso todas as suas partes interessadas. O fato é que o cálculo do custo de capital próprio (Ke) está diretamente relacionado com o custo médio ponderado de capital (WAAC) na avaliação de empresas (Valuation), além de afetar o custo de oportunidade de investimentos com necessidade de rentabilidade para o capital próprio investido durante um período fiscal (RoE – Returno on Equity), ou também a capacidade de pagamento de dividendos e/ou juros sobre o capital próprio (JSCP) para os acionistas, ou ainda a necessidade de rentabilidade para projetos institucionais vinculados a esta taxa de retorno para a aprovação de projetos estratégicos (IRR – Internal Rate of Return ou TIR – Taxa Interna de Retorno). Para um melhor entendimento destas implicações, esta pesquisa foi feita com caráter documental, analítico e explicativo, através da coleta de material relevante em livros e artigos científicos, com o objetivo de investigar a aderência do CAPM – Capital Asset Pricing Model (muito utilizado para empresas de capital aberto) às empresas de capital privado, com uma análise sobre os elementos que derivam do custo de capital, como risco e retorno, e o custo de oportunidade.
Palavras chave: custo de capital, WACC, modelo CAPM

Abstract
While some scholars claim that the methodology for calculating the cost of capital for privately held companies may be the same as of public ones, others argue that they are on opposite sides of the market and are philosophically converse. These claims are based on factors belonging to corporate finance reality, to be discussed here, which can influence the future of large and medium-sized companies and all their stakeholders. The fact is that the cost of private capital calculation in directly connect with the Weighted Average Cost of Capital (WACC) on evaluating of these companies, in addition to represent the opportunity cost of capital for investments with Return on Equity (RoE) needs during a fiscal period, or the ability to pay dividends and/or interest on own capital to shareholders, or even strategic projects approval linked to the Internal Rate of Return (IRR). For a better understanding of those implications, a documentary research within analytical and explanatory character was made through relevant material collection on books and scientific articles, to investigate how far the Capital Asset Pricing Model (CAPM) joins private companies, widely used for public capital enterprises, within analysis of cost of capital branch elements, together with risk and return, and opportunity cost considerations.
Key words: cost of capital, WACC, CAPM model

Texto Completo: PDF