Aten@- Revista Digital de Gestão & Negócios -, Vol. 1, No 1 (2016)

LOGÍSTICA REVERSA DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UNIDADES MARÍTIMAS

Marly Alves Lima, Orientador: Prof.Me.Vinicius Roveri

Resumo


Ao longo do litoral brasileiro, mais especificamente entre Santa Catarina e Espírito Santo, existe uma verdadeira riqueza natural acumulada durante milhões de anos. São 800 quilômetros de petróleo e gás naturais, transformados por intermédio do acúmulo de materiais orgânicos depositados sobre rochas formadas especificamente de sal petrificado, conhecidas como pré-sal. Apesar da qualidade do petróleo e do gás natural, a maior dificuldade se encontra na extração deste material, pois esses campos petrolíferos estão de 5.000 a 7.000 quilômetros abaixo do nível do mar e a mais de 200 quilômetros da costa. Para realização das atividades de extração, é necessária a utilização de unidades marítimas (plataformas e sondas). Essas unidades necessitam de suprimentos, que, consequentemente, geram resíduos. Esse artigo tem como objetivo descrever o processo da logística reversa de resíduos sólidos e rejeitos, bem como a destinação desses elementos inservíveis, apresentando aos profissionais das áreas de logística, portuária e ambiental uma nova possibilidade de atuação.

Palavras-chave: Pré-sal; Petróleo; Gás; Unidades marítimas; Logística reversa; Resíduos sólidos.

Texto Completo: PDF