PERCEPÇÕES DISCENTES SOBRE O USO DE AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM COMO APOIO A UM CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL

Thaís Tenório, Rafael Canoletti Buciotti, André Tenório

Resumo


Na educação a distância contemporânea, o emprego de ambientes virtuais de aprendizagem é cada vez mais difundido. Todavia, a utilização desses recursos como apoio na educação presencial ainda é tímido. Nesse contexto, conhecer as experiências de usuários poderia ajudar a verificar a importância de tais iniciativas. Foram investigadas as percepções de alunos sobre o uso facultativo de um ambiente virtual de aprendizagem, desenvolvido com o Moodle. Treze alunos do último semestre de graduação presencial em Direito de uma instituição particular do estado de São Paulo responderam a um questionário on-line pelo GoogleForms. Para os pesquisados, o ambiente ajudaria na aprendizagem e complementaria as aulas. Permitiria também aprofundar o conhecimento e informar-se sobre atividades do curso. Disponibilizar materiais didáticos, fornecer formas alternativas de comunicação com o professor e conferir flexibilidade de acesso seriam benefícios importantes. De modo geral, a interação a distância com o professor foi considerada positiva, mas com colegas seria secundária. Alguns não aproveitavam a possibilidade de interagir a distância e limitavam a comunicação à sala de aula. Embora os respondentes empregassem o ambiente como recurso de apoio, não parecia haver desenvolvimento da autonomia para aprendizagem.

Palavras-chave


Ambiente virtual de aprendizagem; aluno; autonomia; interação.

Texto completo:

PDF


ISSN - 1982-6109 - Qualis:B1