TENDÊNCIAS DE AMBIENTALIZAÇÃO CURRICULAR NO CURSO DE PEDAGOGIA SEMIPRESENCIAL DA UNESP/UNIVESP

Daniela Bertolucci Campos, Lourdes Marcelino Machado

Resumo


Para formar professores comprometidos com as questões ambientais as instituições de ensino superior devem consolidar em seus currículos a inserção da Educação Ambiental (EA) de maneira efetiva, oferecendo ao licenciando o contato com as dimensões que envolvem a temática ambiental e o processo educativo. Caso contrário, a EA nas escolas pode resultar em práticas descontextualizadas ou mero ativismo, não contribuindo para a formação de cidadãos críticos ambientalmente educados. Nesta pesquisa de abordagem qualitativa buscou-se realizar uma investigação inicial de ambientalização curricular no curso de Pedagogia semipresencial da UNESP/UNIVESP, utilizando como fonte documental o Projeto Pedagógico e os “Cadernos de Formação” das disciplinas “Conteúdos e Didática de Geografia” e “Conteúdos e Didática de Ciências e Saúde” que compõem sua grade curricular. Através de análise de conteúdo modalidade temática evidenciamos nestes documentos a incorporação de algumas características de ambientalização curricular propostas pelos membros da Rede ACES e algumas práticas associadas às peculiaridades do curso que podem contribuir para a sua ambientalização. Visto que o Projeto Pedagógico, disciplinas e material didático foram desenvolvidos para a primeira edição do curso, analisar os possíveis processos de ambientalização possui caráter relevante para o direcionamento do currículo rumo a fundamentos e metodologias que atendam esta perspectiva em edições futuras do curso

Palavras-chave


Ambientalização curricular; Educação Ambiental; Formação de professores; Educação a distância; Pedagogia

Texto completo:

PDF


ISSN - 1982-6109 - Qualis:B1